Unid. Saúde: (11) 5587-5757 | (11) 5584-0166 | (11) 2639-8064 | (11) 4112-4969    Unid. Ipiranga (11) 4561-6139   

SERRA DA CANTAREIRA: Um verdadeiro paraíso há apenas dois passos

Simplesmente a maior floresta urbana do mundo! Com 7.916,52 hectares de Mata Atlântica, inúmeras espécies da plantas (figueira, cabreúva, samamabia-açu ou xaxim, cedro-rosa, bambu,…) e uma variedade imensa de aves (tucano de bico verde, pica-pau, martim-pescador, garça-branca, caracará, bugio,…), a Serra da Cantareira é um verdadeiro oásis há apenas 10km da Praça da Sé, o “coração” da selva de pedra!

Poucos metros após o começo da Serra – seja pela Estrada Santa Inês ou pela Avenida Nova Cantareira – já e possível perceber a diferença na temperatura (normalmente mais fresca), na qualidade do ar (muito mais puro) e, é claro, na paisagem, muito mais bonita, com muitas árvores e muito verde por todos os lados.

Diz a lenda que a Serra recebeu o nome de Cantareira por causa da grande quantidade de nascentes e córregos encontrados na região. Os tropeiros que faziam o comércio entre São Paulo e as outras regiões do país, nos Séculos XVI e XVII costumavam armazenar água em jarros de barro, chamados cântaros. Esses jarros eram guardados em um suporte chamado Cantareira. Daí teria surgido o nome Serra da Cantareira.

Mas há controvérsia!  Uma outra corrente diz que o nome foi dado à Serra por causa dos trabalhos feitos com pedras – que são muito comuns na região – cujo nome é cantaria.

Detalhes à parte, a Serra da Cantareira – declarada pela UNESCO (1994) como parte da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde da cidade de São Paulo – é de extrema importância ecológica para o Estado. Ela abrange os municipios de São Paulo, Guarulhos, Mairiporã e Caieiras. Mas sua maior parte está localizada na Zona Norte de São Paulo.

Fonte: Meus Roteiros